Seguir

Quanto gastarei para usar o APOIA.se?

Você não gastará nada para fazer o seu cadastro de fazedor(a) e postar conteúdos.

Ao receber apoios você ficará com 87% do valor total arrecadado pela sua campanha e gastará em torno de 5% com os intermediadores de pagamentos parceiros que se encarregam de cobrar seus apoiadores e transferir o valor para a sua conta bancária todos os meses, e em torno de 8%, como preço/remuneração dos serviços prestados pelo APOIA.se como plataforma.

Esses 8% viabilizam a sustentabilidade da plataforma e permitem que construamos uma ferramenta cada vez melhor que nos auxilie a cumprir a nossa missão: fazer com que fazedores de todo o Brasil possam contar com uma renda sustentável.

Por isso, os percentuais retidos visam cobrir os seguintes custos:

  • Remuneração da equipe envolvida no desenvolvimento, suporte técnico, administração e comunicação.
  • Despesas com infraestrutura tecnológica, ferramentas de produtividade e comunicação.
  • Custos com tarifas cobradas pelo gateway/meio de pagamento e adquirente(s) que fazem a conexão com as bandeiras dos cartões de crédito e serviço parceiro de boleto bancário.
  • Custos com tarifas bancárias de TED/DOC incidentes no momento em que os recursos são transferidos da conta bancária do APOIA.se para a conta do(a) fazedor(a).
  • Custos com conformidade legal e impostos diversos.
Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 7 de 7
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação

2 Comentários

  • 0
    Avatar
    Saúde ao Ar Livre

    Maravilhoso, vou fazer o cadastro e divulgar pois faço algo que poucos fazem com a qualidade e carinho que faço, e se puderem acessem e apoiem tambem este projote, e quem sabe lavaremos para a usa cidade...http://www.youtube.com/saudeaoarlivre  e faça em sua casa se puder... muito obrigado

  • 1
    Avatar
    Aleksandr Kopelevitc

    Muito legal!

    Vou começar meu curso de como criar um site (em diferentes plataformas). 

    Desta forma poderei monetizar de maneira justa. Ótima iniciativa!

    Editado por Aleksandr Kopelevitc
Artigo fechado para comentários.